5 dicas para planejar suas aulas

O planejamento de cada aula é uma peça fundamental para alcançarmos os resultados pretendidos com nossos alunos.

Cada etapa do processo precisa ser cuidadosamente pensada e pode ter papel decisivo não somente em uma aula, mas no curso como um todo.

Para auxiliar tanto os professores iniciantes quanto os mais experientes a montarem um planejamento para suas aulas, separamos cinco dicas que podem ser muito úteis

1) Conheça a fundo seu Público e o Foco

Diversos fatores podem influenciar no planejamento de uma aula. O horário, por exemplo, é fator determinante já que alunos de turmas diurnas tendem a estar um pouco menos ativos às 07:00 e após o almoço. Em contrapartida, as turmas noturnas tendem a ter parte do público formada por pessoas que trabalharam ao longo do dia e precisam de aulas mais objetivas para terem maior absorção do conteúdo.

Além disso, tenha bem claro qual o foco da turma e o perfil dos alunos que encontrará pelo caminho. Não corra o risco de usar a abordagem de uma turma de Fundamental II com alunos de pré-vestibular, nem o contrário. A menos que o risco seja consciente e extremamente bem administrado, mantenha a linguagem, a postura e as atividades coerentes com o grupo de trabalho.

Multiplique suas ideias: uma sugestão com turmas noturnas é utilizar exercícios mais objetivos e que sintetizem o aprendizado dos alunos ao invés de explorar questões extremamente longas ou com textos cuja análise requer um tempo considerável de debates.

2) Saiba onde quer chegar

Cada aula deve ter uma finalidade, seja ela preparar alunos para resolverem questões de vestibular, seja para aprimorar a capacidade crítica e argumentativa, seja para desenvolver a coordenação motora com atividades lúdicas. Sem um objetivo bem definido, o caminho a ser trilhado acaba se tornando randômico tanto para nós quanto para os alunos que, comumente, recorrerão à Coordenação com a alegação de não conseguirem entender onde o(a) professor(a) quer chegar.

Multiplique suas ideias: uma sugestão para turmas pré-vestibulares consiste em, antes de começar a escrever os primeiros passos de sua aula, ter em mente uma questão que seus alunos não podem deixar de saber resolver ao término da aula. Isso pode lhe ajudar a estabelecer os pontos que terão maior ênfase ao longo do processo.

3) Qual o seu estilo?

Sabemos que grande parte dos colégios e cursos já possuem uma programação de aulas pré-estabelecida para ser cumprida ao longo do ano. Tendo isso em mente, é possível realizar um grande planejamento com a coordenação no começo do ano a fim de realizar atividades com os alunos que fujam do padrão habitual da sala de aula, como aulas externas, atividades de encenação, aulas interdisciplinares, etc… Essas aulas diferenciadas acabam se tornando bem populares entre os alunos, mas, se repetidas incessantemente, deixam de ser novidade e acabam perdendo o encanto.

Multiplique suas ideias: uma boa forma de alinhar com a coordenação/direção de sua escola a execução de uma aula com estilo diferente é, informar previamente o que pretende fazer e o que será necessário para realização. Apresentar um fluxograma do que é necessário obter e quando ocorrerão as atividades pode render ótimos frutos.

4) Dever de casa

Essa parte fundamental da aula é, certas vezes, subestimada em alguns momentos impedindo que uma ótima aula seja simplesmente, impecável. A tarefa de casa funciona como um guia para nossos alunos e precisamos orientá-los em relação a qual caminho seguir a partir do momento que o conteúdo é passado. Vale lembrar que embora estimulemos a autonomia dos alunos, é bem difícil em diversos casos exigir que eles, com a pouca experiência no conteúdo, já tenham o discernimento do que deve ou não ser priorizado.

Multiplique suas ideias: pense na sua tarefa de casa como uma extensão da aula, sempre lembrando que uma turma tem alunos de diferentes estilos e com graus de compreensão diferenciados.

5) Ensaiar, ensaiar, ensaiar

Aspecto fundamental antes de qualquer aula é ensaiar aquilo que será reproduzido nem sala. Assim como no caso de cantores e atores, precisamos ensaiar algumas vezes nossas aulas para que consigamos analisar antes da aula em si o que precisaria ser remodelado, dito de forma mais simples ou até retirado de um planejamento.

Multiplique suas ideias: explicar o conteúdo de sua aula para uma pessoa que não é especialista no assunto pode ser bem interessante, pois revelará algumas das dúvidas que podem surgir de seus alunos ao longo da explicação.

Esses foram alguns dos diversos pontos a serem analisados e considerados na preparação de aulas que geram um grande impactos em nossos alunos. Colocá-los em prática já fará com que você se sinta mais seguro em seus próximos (ou primeiros) passos dentro da sala de aula.

Para se aprofundar ainda mais nas técnicas docentes, não deixe de conhecer nossos módulos especialmente desenvolvidos a partir do know-how de professores extremamente experientes e conceituados, com objetivo de detalhar cada etapa das aulas e promover o ensino de ainda maior qualidade em nossas salas de aula.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.